Início » Atração » Pontos de mergulho

Pontos de mergulho

Mato Verde/ Portinho

Local: Ilha Santa Bárbara.

Profundidade: 8 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife de coral em franja.

Vida marinha: corais formadores de recife como os do gênero Mussismilia, sendo os três o M. harttiM. hispida e o endêmico do sul da Bahia, o coral cérebro M. brasiliensis.

Vários peixes recifais carnívoros, como o dentão, garoupa, barracuda.

Herbívoros como o papagaio real, cirurgião, budião azul, budião Scarus zelindae, que vive em harém e sua fêmea muda de sexo para completar o cardume na ausência do macho.

Costão do farol

Local: Ilha Santa Bárbara.

Profundidade12 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: costão rochoso.

Vida marinha: gorgônias orelha de elefante (octocoral na lista de ameaçados), anêmona gigante, cardume de sargo, e dentão, lagostas, cação lixa e mero. Além de restos de construção do farol e casas da vila marinha.

Língua da Siriba

Local: Ilha Siriba.

Profundidade: 10 metros

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife de coral em laranja.

Vida marinha: corais formadores de recife em várias fendas horizontais com abrigo para várias espécies de crustáceos, moluscos e grande fauna de peixes com atenção para os badejos, cardumes de xiras, dentão, budião azul, parú real e alguns peixes vermelhos da família dos lutinjanideos ainda sendo descritos pela ciência.

Caverninhas da Siriba

Local: Ilha Siriba.

Profundidade: 12 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: costão rochoso com formação de pequenas grutas e passagens com até 10 metros de comprimento.

Vida marinha: várias espécies de algas, cardumes de peixes de passagem, bentônicos carnívoros e herbívoros.

Chapeirinhos da Sueste

Local: proximidades da Ilha Sueste.

Profundidade: 15 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife de coral com formação de chapeirão com crescimento médio anual de 01 mm. Vários bancos de algas calcárias em rodolito com taxa de cobertura em torno de 60% do fundo.

Vida marinha: ambiente de lagostas, peixes de fundo como o ”clam do Tonhão” os badejos de uns 30 a 50 kg que circulam bem próximo dos mergulhadores visitantes, junto também de cardumes de dentão, um e outro cação lixa, raia manteiga, sargo de beiço. Outros pequenos que se espalham nas várias esponjas tubulares, anêmonas e corais de fogo e Mussismilia hartti, que abrigam pequenos filhotes de xiras e limpadores.

Portinho Norte

Local: Ilha Santa Bárbara.

Profundidade: 8 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife de coral em franja.

Vida marinha: corais formadores de recife como os do gênero Mussismilia, sendo que predominantemente coberto pelas colônias do coral endêmico do sul da Bahia o M. brasiliensis, vários peixes recifais carnívoros como o dentão, garoupa, barracuda. Herbívoros como o papagaio real, cirurgião, budião azul.

Ornamentais como o Gramma brasiliensis, Ciliares (angel fish), Pomacantus parú, e vários limpadores, além de invertebrados como a estrela sexto ”gorgonocéfalo”.

Caldeiros

Local: Ilha Santa Bárbara.

Profundidade: 6 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: costão rochoso.

Vida marinha: gorgônia orelha de elefante (octocoral na lista de ameaçados), anêmona gigante, cardume de sargo, budião azul e xiras, além dos peixes de passagem que circulam próximo às tocas onde se encontram lagosta, polvo, lula, lebres do mar.

Chapeirão do Pierre

Local: Parcel dos Abrolhos.

Profundidade: 24 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife em forma de chapeirão.

Vida marinha: formação de chapeirão endêmica do sul da Bahia com crescimento médio anual de 1 mm, com várias passagens e túneis que ligam outros chapeirões do entorno; corais formadores de recife como os M. harttiM. híspidaMilepora alcicomes e o endêmico do sul da Bahia o coral cérebro M. brasiliensis, vários peixes recifais carnívoros e herbívoros.

Chapeirão Atobá

Local: Parcel dos Abrolhos.

Profundidade: 25 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife em forma de chapeirão.

Vida marinha e informações pertinentes: formação de chapeirão endêmica do sul da Bahia com crescimento médio anual de 1 mm, com várias passagens que ligam as outras torres de chapeirões; corais formadores de recife como os M. hartti, M. híspida, Milepora alcicornes e o endêmico do sul da Bahia o coral cérebro M. brasiliensis, vários peixes recifais carnívoros, herbívoros e vários limpadores encontrados junto às anêmonas.

Chapeirão Faca Cega

Local: Parcel dos Abrolhos.

Profundidade: 29 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife em forma de chapeirão.

Vida marinha: formação de chapeirão endêmica do sul da Bahia, onde são encontradas várias passagens e túneis que ligam o grande maciço do chapeirão; corais formadores de recife como os M. hartti, M. híspida, M. alcicornes, Montastrea cavernosa, Agarícia fragilis e o endêmico do sul da Bahia o coral cérebro M. brasiliensis, vários peixes como budiões e cardumes de dentão.

Chapeirão Atlântida

Local: Parcel dos Abrolhos.

Profundidade: 30 metros.

Temperatura média: inverno 24°C, verão 28°C.

Substrato: recife em forma de chapeirão

Vida marinha: formação de chapeirão endêmica do sul da Bahia, onde são encontradas várias passagens e túneis que ligam a um grande salão, com altura e largura que dão condições para uns 15 mergulhadores estarem juntos ao mesmo tempo, contemplando essa catedral que vem sendo construída por seres marinhos a pelo menos 20 mil anos. Nesse local, além de várias espécies de corais e outros organismos com esqueleto calcário, algumas vezes são encontrados grandes peixes como tubarões, raias e badejos.